Beija-Flor
Like

Beija-Flor levou o samba carioca para a Guiné Equatorial

15 de outubro de 2013
120 Vizualizações
0 Comentários
2 minutes read
Beija-Flor levou o samba carioca para a Guiné Equatorial

A Beija-Flor de Nilópolis passou uma semana na Guiné Equatorial, ocidente da África, a fim de participar da celebração dos 45 anos de independência do país.  A escola participou, no sábado (12), com 200 representantes, de um grande desfile comemorativo que contou com a apresentação das forças armadas, ministérios, etnias e empresas que estão trabalhando no desenvolvimento da nação africana.

O evento ocorreu na capital Malabo, onde fala-se o espanhol, principalmente, e o francês. Nesta cidade de contrastes, de arquitetura colonial e edifícios modernos, mestre Rodney, os intérpretes Bacaninha e Nego Lindo, o casal de mestre-sala e porta-bandeira David Sabiá e Selminha Sorriso, a rainha de bateria Raíssa, além de dezenas de ritmistas e passistas fizeram a festa dos guineanos que não resistiram ao nosso samba e à animação da azul e branca.

Ao longo da semana, membros da comitiva nilopolitana – que ficaram alojados na Vivenda Social, uma espécie de vila, em Malabo – se exibiram na Embaixada do Brasil, pra felicidade de parte dos 400 brasileiros que moram no país. Já nas horas vagas, como é de se imaginar, espalharam rodas de samba pelos alojamentos facilmente identificados com a bandeira brasileira e pelas ruas da vila, divertindo e chamando a atenção, em especial, das crianças. Rolou até uma pelada entre Brasil e Guiné, com mestre Rodney como técnico da seleção canarinho.

 

Fechado para novos comentários.