Caprichosos de Pilares
Like

Caprichosos tem novo carnavalesco

6 de maio de 2014
128 Vizualizações
0 Comentários
3 minutes read
Caprichosos tem novo carnavalesco

A Caprichosos de Pilares irá apostar no talento de Leandro Vieira no
Carnaval 2015. Aos 29 anos de idade, o ex-figurinista da Imperatriz
Leopoldinense é o novo carnavalesco da azul e branca, que promete entrar forte na disputa por um lugar no Grupo Especial em 2016.

Formado pela Escola de Belas Artes da UFRJ, a mesma onde Rosa Magalhães foi professora, Leandro Vieira já trabalha há nove anos no carnaval. O artista se destacou no desenvolvimento de projetos artísticos, inclusive de alegorias, para agremiações como Portela, Império Serrano, Grande Rio, São Clemente e Imperatriz.

– Encaro essa oportunidade na Caprichosos como mais uma ótima chance de mostrar o meu trabalho no carnaval. Toda vez que eu penso em uma escola de samba, considero a identidade que ela tem. Meu maior interesse é apresentar uma plástica e um desenvolvimento que atendam ao perfil da escola. Cada agremiação tem uma ‘’roupa’’ e a gente tem que ‘’vestir’’ essa escola de forma correta, isso é fundamental – frisa Leandro Vieira.

Nos últimos dois anos, o carnavalesco trabalhou na Imperatriz Leopoldinense. De acordo com ele, a forma com que seu trabalho se
desenvolveu na verde e branca foi primordial para que a Caprichosos o
contratasse.

Leandro se encaixa num perfil de carnavalescos que vêm fazendo sucesso na Série A. As campeãs mais recentes da divisão de acesso à elite do carnaval carioca apostaram em jovens estreantes no posto de carnavalesco. A repetição da história é o principal objetivo da azul e branca.

– Acho que é bom dar oportunidade para as novas ideias no carnaval. A Série A acaba tendo essa vocação. É o lugar para se experimentar. Já o Grupo Especial sempre conta com nomes mais consagrados – opinou o carnavalesco.

A experiência ao lado de nomes fortes do carnaval carioca também pesa a favor no currículo de Leandro. Ele afirma que sempre é possível incorporar novos conceitos em seu trabalho a partir desse convívio.

– De certa forma, todos os carnavalescos com quem trabalhei já tinham a minha admiração profissional antes, e é óbvio que você acaba aprendendo a maneira de fazer de cada um. Todos eles influenciaram e moldaram a minha maneira de fazer carnaval – garante.

 

Fechado para novos comentários.