Category: Império Serrano

Império Serrano tem 70% de fantasias prontas

O Império Serrano anunciou, nessa sexta-feira (12), que já está com 70% de suas fantasias confeccionadas e com os carros alegóricos em adiantado estado de elaboração em seu barracão. Com o enredo “Poema aos peregrinos da fé”, desenvolvido pelo carnavalesco Severo Luzardo, a verde e branca segue o cronograma planejado pela presidente Vera Lúcia e sua diretoria de carnaval, apesar de todas as dificuldades.

“O imperiano merece um desfile digno, a sua altura, respeitando as nossas tradições. Apesar de todas as dificuldades. Com muita luta, estamos seguindo o nosso cortejo, rumo à vitória”, comentou a presidente.

Neste sábado (13), a partir das 16h, a escola realiza mais uma edição do Botequim do Império, com entrada franca. E mais tarde, a partir das 23h, tem ensaio show, com entrada a R$ 10.

Share via email

Portela receberá Mocidade e Império

A noite de samba na quadra da Portela na próxima sexta-feira, 28, terá a presença da Mocidade Independente de Padre Miguel e do Império Serrano. Passistas, baianas, intérpretes, casais de mestre-sala e porta-bandeira e ritmistas da Portela e das duas escolas convidadas vão se revezar se apresentando ao som de sambas memoráveis das três agremiações, além de seus hinos para 2015.

A animação começa às 22h, com o Samba de Presidente, roda de samba comandada por Serginho Procópio. Em seguida, haverá a apresentação das obras inscritas no Concurso de Samba de Quadra.

A entrada custa R$ 15 (homem) e mulheres entram de graça. A mesa com quatro lugares sai por R$ 30 e camarote para 12 pessoas custa R$ 300. A quadra fica na Rua Clara Nunes, 81, em Madureira. Informações: (21) 2489-6440 e (21) 3256-9411.

O enredo da Portela para o próximo Carnaval é “ImaginaRIO, 450 janeiros de uma cidade surreal”, do carnavalesco Alexandre Louzada.

Share via email

Império Serrano faz primeiro ensaio de rua na 5a

Nesta quinta -feira, dia 27, a partir das 20h, será realizado o primeiro ensaio de rua do Império Serrano. A Bateria Sinfônica do Samba, comandada por mestre Gilmar, embalará o canto do carro de som formado por Alex Ribeiro, Arlindo Neto, Cremilson Silva e outros. O ensaio terá a participação de todos os segmentos e comunidade.

Inscrições alas de comunidade – Quem deseja desfilar no carnaval em 2015 pelo Império Serrano em alas de comunidade deverá comparecer à quadra nas quartas-feiras, a partir das 19h, e sábados ,de 10h as 16h. É necessário levar duas fotos 3×4, xerox do RG e do CPF, comprovante de residência e pagar a taxa no valor de R$ 50,00.

Composições – Quem deseja desfilar em composições nos carros alegóricos, deve obter informações pelo telefone (21) 993388282 (falar com Roberta).

Share via email

Império receberá Portela e Caprichosos

O Império Serrano,  neste sábado (22),  a partir das 23h, realizará o ensaio show visando sua preparação para o desfile de 2015.

A escola vai receber a Portela e a Caprichosos de Pilares, ambas com todos os seus segmentos. A verde e branco de Madureira estará com seu casal de mestre-sala e porta-bandeira, passistas, baianas e demais segmentos, além da Bateria “Sinfônica do Samba”, comandada por mestre Gilmar e das vozes marcantes de seus interpretes embalando a todos com grandes sucessos da agremiação e do carnaval carioca.

No mesmo dia, a partir das 16h, acontece o tradicional Botequim do Império, a partir das 16h, com entrada franca.

Serviço: Ensaio Império Convida
Escolas convidadas: Portela e Caprichosos de Pilares
Data: Sábado (22)
Horário: 23h
Endereço: Av. Ministro Edgard Romero 114 – Madureira
Preço: R$ 10 – Único

Share via email

Lucas Donato deixa Império Serrano

MICHAELL GRILLO

O intérprete Lucas Donato, que seria a voz oficial do Império Serrano ao lado de Arlindo Neto e Alex Ribeiro, procurou na manhã desta quinta-feira, 23, Paulo Elias, vice-presidente da escola, e revelou que não fará mais parte da equipe que entoará o samba “Poema aos peregrinos da fé” no Carnaval 2015. De acordo com compositor vencedor dos sambas do Império Serrano, da Acadêmicos do Grande Rio e da Tom Maior (SP) para o próximo Carnaval, o motivo da saída é pessoal:

– Deixo aqui o meu boa sorte para todos os profissionais dessa nova administração. Estou saindo por conta própria, por alguns motivos que não quero falar no momento. Todos os dias eu sonhava com o momento de dar o grito de guerra na Marquês de Sapucaí, mas não vai ser dessa vez. Resolvi sair para me preparar e um dia, se possível, voltar. Obrigado nação Imperiana pela recepção e por terem abraçado o meu samba! Um dia eu volto, tenham certeza disso – afirma Lucas Donato.

O Império Serrano será a terceira Escola a desfilar na sexta-feira de Carnaval, 13 de fevereiro, pela Série A, quando tentará retornar ao Grupo Especial onde desfilou pela última vez em 2009.

Share via email

Império tem feijoada no sábado

O Império Serrano realiza neste sábado, dia 18, a partir das 13h, a edição de outubro de sua tradicional feijoada. O evento que agita Madureira todo terceiro sábado do mês receberá Jorginho do Império no comando da feijoada com seus convidados, show do cantor Luiz Camilo e abertura com o Grupo Senzala.

O encerramento da festa ficará por conta da premiada bateria Sinfônica do Samba, comandada por mestre Gilmar e os intérpretes Arlindo Neto, Alex Ribeiro, Lucas Donato e Cremilson Silva cantando os sambas antológicos da escola. Além da espetacular ala de passistas comandada por Gabriel Castro, baianas, harmonia e apresentação do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira Feliciano Junior e Raphaela Caboclo.

O enredo do Império Serrano para o carnaval de 2015 é: “Poema aos peregrinos da fé” do carnavalesco Severo Luzardo.

Serviço:
Local: G.R.E.S Império Serrano
Endereço: Av. Min Edgard Romero, 114 – Madureira.
Data: 18/10/2014 – Sábado
Horário: A partir das 13h
Entrada: R$ 15,00
Camarote: R$ 200,00
Feijoada: R$ 15,00
Mesas liberadas.
Informações na secretaria da escola ou através do telefone (21)3124-3745.
Classificação Livre

Share via email

Um menino em noite de rei

MICHAELL GRILLO

A madrugada do dia 30 de setembro de 2014 ficará na memória de um jovem menino da Serrinha, que atende pelo nome de Lucas Donato. Apesar dos 18 anos, Lucas chegou à quarta final nas últimas quatro disputas de samba enredo no Império Serrano. Desta vez, o resultado foi diferente dos anos anteriores: a vitória chegou e com ela muitas lágrimas de felicidade. Ao lado de Arlindo Cruz, decacampeão na agremiação da Serrinha, e dos parceiros Alex Ribeiro, Rogê, Carlos Senna, Beto BR, Andinho Samara, Zé Glória, Wagner Rogério e Chico Matos, Lucas Donato colocou de vez seu nome na galeria de campeões do ‘menino de 47’, como é conhecida a agremiação que conquistou por nove vezes o Carnaval carioca.

Ainda com os olhos marejados de emoção, Lucas contou à Rádio Arquibancada um pouco da euforia vivida em uma das finais mais arrebatadoras do ano, até então:

– No momento de nossa apresentação na final não aguentei e desabei no choro. Na hora do anúncio, faleci (risos). Depois de bater na trave em três oportunidades, a sensação da vitória é indescritível. Compor e vencer ao lado do Arlindo, meu ídolo, é mágico. Só Deus e os amigos sabem o quanto lutei para chegar até aqui. Como eu disse em outra ocasião, a justiça tarda, mas não falha. Parei, refleti o momento e ainda não acredito que sou campeão na minha Escola –  relata Lucas Donato.

O jovem compositor e agora intérprete oficial do Império Serrano vem de família tradicional no samba. Carrega nas veias o DNA verde e branco do tio Roberto Ribeiro, renomado compositor da MPB e voz oficial do Império nos anos 1970, e do avô Jorge Lucas, compositor quatro vezes campeão na verde e branca de Madureira e ex-presidente da Ala de Compositores imperiana. Lucas se mostra confiante em assumir o microfone oficial da Escola ao lado do primo Alex Ribeiro e de Arlindo Neto e revela não ter pensado duas vezes quando a diretoria fez o convite:

– Quando a presidente Vera Lúcia assumiu a Escola e me convidou para ser o intérprete oficial do Império não pensei duas vezes e aceitei na hora. Claro que depois de ter chorado muito.  Mas, graças a Deus, tive o apoio da minha família e hoje estou em casa na minha escola de coração, onde dei os primeiros passos no samba, seja na ala de crianças ou como ritmista. Eu, meu primo e o Arlindinho somos muito entrosados e vamos fazer um ótimo trabalho, com certeza, revela o jovem cantor.

O samba da parceria de Lucas Donato derrotou os dois concorrentes com uma expressiva votação. Foram 14 votos contra apena um dado à parceria de Lula Antunes. O outro concorrente da noite foi o samba de Carlinhos da Paz. Confira a participação de Lucas Donato nas disputas de samba do Império Serrano:

O Império Serrano será a terceira Escola a desfilar na sexta-feira de Carnaval, 13 de fevereiro, com o enredo: “Poema aos Peregrinos da fé”, do carnavalesco Severo Luzardo.

Share via email

Final do Império AO VIVO!

Nesta segunda (29), a partir das 23h30, não perca a transmissão da final de samba-enredo do Império Serrano. Nossa equipe estará na quadra e levará até você todo o clima da grande noite imperiana.
Entrevistas exclusivas, comentários, notícias em primeira mão e, é claro, o melhor som!

Venha com a gente! www.radioarquibancada.com.br

Share via email

Ouça o programa Os 10 Mais do Império Serrano

Se você perdeu, agora não perde mais! Na íntegra, o programa com a escritora e pesquisadora Rachel Valença, que apontou os 10 maiores sambas do Império Serrano em sua preferência.

Primeiro Bloco

Segundo Bloco

Terceiro Bloco

 

Share via email

Os 10 Mais de Rachel Valença

Nessa segunda-feira (22), o programa Os 10 Mais fez uma maravilhosa viagem pelos grandes sambas do Império Serrano. A escritora e pesquisadora Rachel Valença conversou com Anderson Baltar e Chico Frota e indicou os seus dez sambas preferidos da verde e branca de Madureira. Confira:

1964 – Aquarela brasileira (Silas de Oliveira)

“Vou começar com um samba que dispensa qualquer adjetivo. Toda vez que se reúne sambistas de várias agremiações e eles não sabem bem o que cantar, eles cantam este samba. É o samba do samba, que está acima de todas as escolas”.

1965 –  Os cinco bailes da história do Rio (Silas de Oliveira, Ivone Lara e Bacalhau)

“Esté o meu samba preferido. Instintivamente, os autores fizeram um samba que cumpre todas as partes da epopeia clássica. Assim como Camões, em ‘Os Lusíadas’, o compositor faz a evocação, pedindo a inspiração. Depois, ele afirma sobre o que vai cantar – os cinco bailes da história do Rio. Só na segunda parte que a história é efetivamente narrada”.

1969 – Heróis da liberdade (Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola e Manuel Ferreira)

“Este é um samba clássico, que desafiou à ditadura ao citar as manifestações de 1968. E que, até hoje, é cantado em enterros de grandes sambistas e, por muitos anos, abriu o ensaio do Império Serrano”.

1971 –  Nordeste, seu canto, seu povo, sua glória (Wilson Diabo, Maneco e Heitor Achiles)

“Este samba é lindo e comovente. E ainda toca muito na quadra do Império. E simboliza um momento em que a escola ainda era muito forte”.

1982 –  Bum bum paticumbum prugurundum (Aluísio Machado e Beto Sem Braço)

“O samba simbolizou perfeitamente o desfile em que o Império passou na contra-mão de todas as outras escolas, que já estavam dominadas pelo gigantismo. Foi uma vitória heroica e inesperada. E acabou sendo a derradeira”.

1989 – Jorge Amado, axé Brasil (Beto Sem Braço, Aluísio Machado, Bicalho e Arlindo Cruz)

“Eu adoro esse samba, que um ritmo calangueado, que é uma marca forte do Beto Sem Braço e do Arlindo Cruz. O desfile foi ótimo, mas pouca gente se lembra por ter desfilado logo após o ‘Ratos e Urubus’, da Beija-Flor”.

1992 – Fala, Serrinha, a voz do morro sou eu mesmo sim senhor (Beto Sem Braço, Jangada e Maurição)

“Esse samba é muito forte para o imperiano e retrata um momento complicado da escola. O imperiano estava mordido com o rebaixamento. Além da emoção do samba, fico muito feliz e orgulhosa de ter o meu livro citado na letra”.

1993 – Império Serrano, um ato de amor (Aluísio Machado, Arlindo Cruz, Acyr Marques e Bicalho)

“Esse é um dos sambas mais poéticos do Império, fazendo o contraponto com o samba do ano anterior, já que ama a escola de uma forma mais leve”.

2001 – O Rio corre para o mar (Arlindo Cruz, Maurição, Carlos Sena e Elmo Caetano)

“Eu acho que samba bom não é coisa do passado. E, corroborando a tese, aponto esse samba. Quando ouvi pela primeira vez, fiquei maravilhada, porque era um samba moderno, com uma beleza, uma qualidade, uma melodia maravilhosa. Esse samba me comove, não sei o porquê, mas sempre choro quando o ouço”.

2006 – O Império do Divino (Aluísio Machado, Arlindo Cruz, Maurição,Carlos Senna e Elmo Caetano)

“Esse samba me traz ótimas recordações, já que era o primeiro ano de nossa diretoria no Império, com muitas expectativas e sonhos. Foi um desfile maravilhoso. É um samba que hoje tem um verso que é um lema da escola: ‘imperiano de fé não cansa’”.

 

Share via email