Manchete
Like

“Saí pela porta da frente”

28 de março de 2014
122 Vizualizações
0 Comentários
4 minutes read
“Saí pela porta da frente”

Thiago Diogo deixa a União da Ilha e afirma que a decisão foi tomada em conjunto com os diretores que o acompanham

ANDERSON BALTAR

Na manhã desta sexta-feira (28), o mestre de bateria da União da Ilha, Thiago Diogo, informou oficialmente a sua saída da escola. Especulado na Grande Rio, o mestre não confirma que Caxias será o seu destino no Carnaval 2015 e agradece a oportunidade de ter sido o primeiro mestre de bateria da escola insulana não formado em suas fileiras. Pelo Facebook, a Rádio Arquibancada conversou com Thiago Diogo sobre o seu trabalho na Ilha e os planos para o futuro:

Como foi a saída da União da Ilha? O que pesou em sua decisão?

Essa foi uma decisão que eu tomei com o meu time de diretores, que sempre me acompanha. Foi tudo numa boa. Conversei com a diretoria e foi tudo bem. O presidente Ney é um paizão e o Márcio André (diretor de Carnaval) é o cara. Saí de boa, com a certeza de que saí pela porta da frente.

Você recebeu propostas de outras escolas? Quais?

Recebi sim, de mais de uma escola. Mas não quero falar em nomes por enquanto.

Tem se falado que a Grande Rio é o seu destino. Você recebeu proposta desta escola?

Sim.

O que essas propostas tiveram de diferente em relação ao que você tinha na União da Ilha? São mais vantajosas financeiramente ou você terá mais condições de trabalho?

Não saí por questão financeira, mas por achar que o local que vou é mais o meu estilo de trabalho e do meu time. O Thiago Diogo tem um time, que está sempre  junto. E essa decisão foi tomada  em conjunto com todos.

Em que sentido esta escola segue mais o estilo de trabalho? Você fala de características de ritmo ou de ambiente?

Em relação ao estilo de ritmo. Nem falei de grana com a Ilha. Até porque dinheiro não é tudo.

Você foi o primeiro mestre de bateria não formado pela escola e chegou mudando características marcantes da União da Ilha, como a batida de caixa. Isso te causou dificuldades?

Toda mudança gera dificuldade ate que as pessoas se adaptem. Tenho ciência de que fiz um bom trabalho e, pelas notas, todos veem isso.

A torcida da Ilha se mobilizou nas redes sociais pedindo sua permanência, assim como aconteceu com o carnavalesco Alex de Souza. Como você encarou isso?

Fiquei feliz e tenho certeza que cativei as pessoas da Ilha. Me entreguei ao trabalho e à escola.

Você, em um ano de trabalho, conseguiu deixar algum sucessor na Ilha? Chegou a conversar sobre isso com a diretoria da escola?

Não me senti  à vontade e também não fui consultado.

Você ficou satisfeito com a avaliação do seu trabalho na Ilha pelos jurados?

Eu respeito a visao dos julgadores. Até porque,  quando se marca 40 pontos, eles são legais. Quando o resultado não é esperado, eles têm defeitos. Então, não gosto de reclamar. Eu leio as justificativas, corrijo e vou à luta no próximo ano.

Qual a mensagem que você manda para os seus fãs?

Obrigado pelo carinho! A Ilha já provou que é grande! Boa sorte a todos!

Fechado para novos comentários.