Grupo Especial
Like

Ex-mestre-sala Benício será enterrado no Cemitério de Irajá, nesta sexta-feira

8 de dezembro de 2017
188 Vizualizações
0 Comentários
2 minutes read
Ex-mestre-sala Benício será enterrado no Cemitério de Irajá, nesta sexta-feira

Sambista entrou para história ao fazer par com Vilma Nascimento

O corpo do ex-mestre-sala Benício será velado nesta sexta-feira (8), a partir de 9h, na capela E (Nossa Senhora da Apresentação) do Cemitério de Irajá, na Zona Norte. O sepultamento vai acontecer às 13h45. O sambista, que tinha 84 anos, morreu, na última quarta-feira (6), vítima de insuficiência hepática e de complicações decorrentes do diabetes.

Após iniciar a carreira no Império Serrano, Benício chegou à Portela pelas mãos do patrono Natal, na década de 1960. Passou a dançar com Vilma Nascimento, que era sua prima, em 1962, formando assim um dos casais de mestre-sala e porta-bandeira mais famosos e premiados da história do carnaval.

A lendária dupla Benício e Vilma viveu seu auge entre meados da década de 60 e o fim dos anos 70, quando o mestre-sala decidiu parar definitivamente de dançar.

“Foi um excelente mestre-sala, meu grande parceiro. Cortejava a porta-bandeira com muita classe e elegância. A gente se conhecia pelo olhar. E o melhor: era da minha altura. Foi o único que arrumei que tinha mais ou menos a minha altura. Todo mundo na Portela gostava dele. Era uma pessoa brincalhona e muito divertida. Além de ser meu primo, foi criado comigo. Depois, foi muito amigo do meu marido (Mazinho, filho de Natal). É uma grande perda! Mas quero lembrar dele sempre com alegria”, lamentou Vilma Nascimento em entrevista ao site oficial da Portela.

A última vez que Benício esteve no Portelão foi em janeiro de 2017. Na ocasião, ele se emocionou ao ser homenageado dentro da exposição montada pelo Departamento Cultural sobre a história da dança no carnaval.

O presidente Luis Carlos Magalhães e toda a diretoria da Portela se solidarizam com a família e os amigos do eterno mestre-sala neste momento tão difícil. Benício deixa viúva e um casal de filhos.

Crédito: Paulo Henrique Souza / PH

Fechado para novos comentários.