Sem categoria
Like

Fantasias

14 de março de 2015
148 Vizualizações
1 Comentários
1 minute read
no-cover

ANDERSON BALTAR

O julgamento de Fantasias também prevê a observação de dois subquesitos: concepção e realização. Porém, o julgador Rodolfo Santos da Silva não os observou, tornando-se um mero fiscal de adereços e penas caídas. Helenice Gomes realizou um julgamento de acordo com os critérios estabelecidos. Regina Oliva também observou os subquestos na maioria das notas. Porém,  realizou exigências que são da incumbência do quesito enredo, como o fato dos guardiões de casal da Mangueira e São Clemente não terem sido incluídas no livro abre-alas. Para descontar ponto da Grande Rio, também se baseou em uma suposto erro de significado da fantasia da ala do naipe de ouros – outra penalização cabível apenas pelo jurado do quesito enredo.

Desirée Bastos, por sua vez, incorreu em um erro comum em jurados: atribuir valor ao que eles gostariam que a escola apresentasse, ao invés de se ater à proposta original apresentada. Penalizou a União da Ilha por ter levado personagens dos contos de fadas em suas versões dos desenhos animados – na visão da julgadora, o desenho original dos livros deveria ter sido apresentado na avenida. A Imperatriz também foi descontada por apresentar uma fantasia do Rei Leão inspirada em um musical da Broadway.