Carnaval 2014
Like

Giovanna ansiosa pela estreia na Vila

8 de fevereiro de 2014
155 Vizualizações
0 Comentários
6 minutes read
Giovanna ansiosa pela estreia na Vila

MICHAELL GRILLO

A Rádio Arquibancada entrevistou Giovanna Justo, primeira porta-bandeira da Unidos de Vila Isabel, que faz a sua estreia na atual campeã do carnaval carioca. De acordo com a detentora do pavilhão branco e azul da terra de Noel, os ensaios do casal (ela faz par com o mestre-sala Marquinhos) ocorrem quase todos os dias da semana, na quadra da escola. Mas, o melhor ainda está por vir: os ensaios no solo sagrado dos sambistas, a Marquês de Sapucaí.

– Até o momento, o ritmo está tenso por conta da forte carga de ensaios semanal, mas não perdemos a tranquilidade de sempre. Estamos muitos tranquilos para o desfile oficial e ansiosos pelo início dos ensaios no Sambódromo, pois é o momento em que podemos marcar a nossa dança em frente à cabine dos jurados, por exemplo. É ali que percebemos o quanto pode render o nosso trabalho. Pensamos no carnaval o ano inteiro e para a gente quanto mais real for o ensaio, melhor –  afirma a empolgada Giovanna.

O casal da Vila conta com a colaboração de uma profissional para lapidar a dança, mas Giovanna ressalta que toda a coreografia é criação dela e de Marquinhos.

-‘Somos os responsáveis pela criação de toda a coreografia apresentada no desfile oficial, mas ainda assim gostamos de priorizar o tradicional em nossa dança. A coreografia é um ‘Q’ a mais na exibição, não a prioridade –  diz Giovanna.

Perguntada sobre a indumentária a ser utilizada no próximo desfile, sobretudo depois da polêmica envolvendo a contemporânea roupa usada por ela e seu parceiro em 2013, na Unidos da Tijuca, quando vieram com uma fantasia toda trabalhada em LED, Giovanna foi enfática:

-‘Nossa roupa está belíssima. O Cid (Cid Carvalho, carnavalesco da escola) nos consultou e demos algumas opiniões sobre a fantasia. Mas, ano passado, a indumentária que usamos na Tijuca também era muito bonita, mas os jurados não entenderam o que o Paulo Barros quis passar. Ele adora ‘brincar’ com os casais, mas não foi entendido. Espero que tenhamos melhor sorte esse ano – torce Giovanna.

Sobre os ensaios técnicos realizado nas noites de quarta-feira, no Boulevard 28 de setembro, em Vila Isabel, Giovanna disse ter ficado arrepiada em vários momentos do treino e rasgou elogios à comunidade Isabelense:

– A comunidade da Vila Isabel tem o pé no chão e canta muito. Toda hora eu ficava arrepiada com o desempenho do canto dos componentes. Sou imensamente grata à comunidade e ao presidente Wilsinho (Wilson Alves) quê estão acreditando no nosso trabalho. Sem dúvida, será tudo nosso nesse carnaval’-  acredita, fazendo referência ao grito de guerra do intérprete da escola, Gilsinho.

A porta-bandeira, que foi convidada para desfilar na Unidos do Porto da Pedra, em razão do enredo da vermelho e branco de São Gonçalo ser uma homenagem aos casais de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, assim como sua história, origem e formação, fala da emoção de ver os companheiros de profissão recebendo tão grande reconhecimento:

– Fiquei muito orgulhosa de poder participar de uma escola que está nos homenageando. É do outro mundo. Faltam palavras para eu agradecer por estar ao lado dos ícones do samba. Será uma dádiva. Certamente, um momento único – enfatiza Giovanna.

Sobre os fortes problemas que a Escola tem enfrentado na preparação do Carnaval, Giovanna que a situação não atrapalha o desempenho do casal e que a Vila vai driblar o problema até o desfile no dia 3 de março, segunda-feira de Carnaval.

–  Os problemas que a Vila tem sofrido, não repercutem em nada no meu trabalho, até por que o nosso trabalho precisa de foco. Fico triste, mas até lá vai estar tudo preparado  se Deus quiser. E Ele quer’, relata Giovanna, que fez questão de deixar um recado ao torcedor da Vila, que nos últimos meses tem sofrido com notícias negativas:

– Eu vim para a Vila para somar, afinal sou cria de uma comunidade muito forte que se chama Estação Primeira de Mangueira. Os torcedores podem ficar tranquilos, nada irá nos prejudicar,pois o Carnaval é decidido no dia do desfile. E repito: vai ser tudo nosso. É ali, na Sapucaí que o bicho pega. Muito obrigada, meu Deus, por tudo – finaliza.

A Vila Isabel será a terceira escola a desfilar na segunda-feira de carnaval, 3 de março, com o enredo “Retratos de um Brasil plural”, desenvolvido pelo carnavalesco Cid Carvalho.

Fechado para novos comentários.