Concorrentes 2016
Like

Império Serrano: Samba de Carlinho da Paz

2 de junho de 2015
1032 Vizualizações
1 Comentários
2 minutes read
no-cover

Compositores: Lula Antunes, Carlinho da Paz, Chupeta, Fábio Maciel, Nego Vinny e Luiz Fernando
Intérprete: Carlinho da Paz

logo imperio 2016Vindos de além-mar
A mais pura herança, uma grande nação
E folheando o livro de memórias
Vou contar a sua história
Nesse palco da ilusão
Fiquem radiantes de alegria
Num céu cor de anil bordei poesia
Nessa maravilha de cenário
Serrinha é um episódio relicário

Negro jonga, negro canta… liberdade
Traz na luz dos ancestrais… felicidade
Na palma da mão nasce um canto de fé
Entra na roda que esse povo tem axé

Nessa apoteose lancinante
Essa raça triunfante foi mostrando o seu poder
Comércios, vendedores, ambulantes
Era o negro a Resistência
Da Serrinha, o meu Prazer
Na Balaiada, onde tudo começou
Da arte negra a cultura se alastrou
Som do atabaque, flores, bandeirinhas
Louvor na pedra de Xangô
Brilha a corte imperiana
De braços dados num só bem querer
Fieis devotos seguem a procissão
Sente o drama é de enlouquecer
Heróis baluartes marcaram o teu chão
Também sou mais um nessa constelação
Avente imperiano faz dessa aquarela
A trajetória da nossa vitória

Iluminai Oh! Pai
Olhai por esse manto verde e branco
Na sinfonia magistral do agogô
Abençoai com muito amor o nosso canto