Manchete
Like

Leia a sinopse da Mocidade

16 de junho de 2014
116 Vizualizações
0 Comentários
4 minutes read
Leia a sinopse da Mocidade

G.R.E.S. MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL
SINOPSE ENREDO 2015

SE O MUNDO FOSSE ACABAR, ME DIZ O QUE VOCÊ FARIA SE SÓ TE RESTASSE UM DIA?

A Mocidade Independente de Padre Miguel quer provocar a imaginação do público e pergunta: Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só te restasse um dia? Em uma livre adaptação da música O último dia, de Paulinho Moska e Billy Brandão, o enredo de 2015 retoma um tema inquietante que sempre impressionou a humanidade com suas previsões e profecias: afinal, o fim do mundo parece estar sempre próximo… Mas o que você faria diante da possibilidade de um ponto final na aventura do homem na Terra? Se o mundo fosse realmente acabar e restasse apenas um dia para viver, apenas um último dia… O que você faria?

“Meu amor
O que você faria se só te restasse um dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?”

Se os prédios e avenidas que você conhecia ruíssem sob os seus pés
“Me diz o que você faria?”

Se um dia, você descobrisse que não mentiam as profecias
Sábios sabiam, santos sentiam, videntes já viam
Papas pregavam, rezavam, pediam
E os bruxos, o futuro já liam
Premonições, pesadelos, o fim do mundo os sonhos previam
Não eram loucos, eram guias
“Me diz o que você faria?”
“Abria a porta do hospício”, soltava a sua alegria?
Agora a loucura é real, juízo final, é o último dia

“Meu amor
O que você faria se só te restasse um dia?”

“Corria para um shopping center
Ou para uma academia?”
Enquanto o mundo se desfaz, me diz o que você faria

Aproveitava esse tempo, no mesmo ritmo e compasso
Você manteria a rotina, tudo igual, passo a passo?
Se o tempo não voltasse atrás, me diz, você brincaria?
Ficava de bem com a vida, com os amigos se divertia
Se não houvesse amanhã, cantava, dançava, sorria
Passava as horas, minutos, segundos, até terminar esse dia?

“Meu amor
O que você faria se só te restasse esse dia?”

Botava pra fora a tristeza, soltava o que reprimia
Tirava a roupa e saía, fugia para o meio da rua
“Andava pelado na chuva”, fazia amor sem censura, o que te prendia?
Lançava seu corpo no ar, você aprendia a voar, meu amor
Vivia. E o que há pra viver, nesse último dia?
Fazia o mundo girar, matava a sede, morria
Se o mundo fosse acabar, me diz, ganhava a rua e sumia?
E o prazer de viver até onde te levaria?
“Dinamitava o meu carro, parava o tráfego e ria”
“O que você faria se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?”

Se o chão tremesse aos seus pés, e você não tivesse saída
E se as águas rolassem, arrastando a multidão
Pegava a fantasia pra brincar na Avenida
O que você faria, meu amor?
Batia um bumbo com força, esquentava o tamborim
Rodava a baiana, levava o estandarte, anunciava a folia
Vinha na Mocidade sambando sem parar
Acreditava que, assim, você sobreviveria?
No último dia, afinal, se fosse carnaval, você se acabaria?

Fechado para novos comentários.