Manchete
Like

Mocidade apresenta reforços

13 de abril de 2014
103 Vizualizações
0 Comentários
4 minutes read
Mocidade apresenta reforços

Quadra cheia, comunidade presente, nomes de peso chegando e uma noite inteira só de sambas da Mocidade. Esse foi o resumo do primeiro evento rumo ao carnaval 2015 da verde e branca de Padre Miguel. A vibrante atmosfera da madrugada deste domingo (13), na quadra da agremiação, contagiou os novos profissionais a ponto de o carnavalesco Paulo Barros não segurar as lágrimas ao ser ovacionado em seu primeiro contato com a comunidade independente. Jorge Teixera e Saulo Finelon, novos responsáveis pela comissão de frente, e o primeiro mestre-sala, Diogo Jesus, também sentiram o calor e as boas energias emanadas pelos componentes da escola.

Após passar por um corredor humano no centro da quadra e beijar o chão do “Maracanã do Samba“, Paulo Barros disse suas primeiras palavras num discurso como carnavalesco da Mocidade.

– Nós vamos trabalhar muito. Com todo o respeito a todos que fazem carnaval, a Mocidade quer ser campeã. E eu tenho certeza que nós vamos conseguir isso. A Mocidade vai voltar para as “cabeças“ e não será só por causa do Paulo Barros, de “A“ ou de “B“, será com a participação de todos. Vocês são muito importantes nessa caminhada. No carnaval não se faz nada sozinho e precisamos dessa participação decisiva – afirmou o carnavalesco, sem segurar as lágrimas. Ele também foi homenageado com uma placa entregue pelo grupo de torcedores independentes “Loucos de Paixão“

– Essa escola me proporcionou momentos maravilhosos com o maior gênio que o carnaval já viu, o Fernando Pinto. Ele me influenciou bastante. A história da Mocidade é repleta de grandes carnavalescos e eu quero ser digno de integrar esse grupo – completou Paulo, que recebeu as boas vindas da ex-rainha de bateria da escola, Monique Evans, assim que chegou na quadra.

Logo após foi a vez da dupla Jorge Teixera e Saulo Finelon, que serão os responsáveis pela comissão de frente da Mocidade em 2015 serem apresentados. Jorge, que teve uma breve passagem recente pela escola, comemorou a chance de retornar para a agremiação em um momento mais propício para desempenhar o seu trabalho.

Já ao som do hino “Pernambucópolis“, que embalou o Carnaval 2014, foi a vez do jovem Diogo Jesus bailar pela primeira vez ao lado do ícone independente Lucinha Nobre. O novo primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Mocidade deu uma mostra do que começou a preparar para encantar público e julgadores em 2015.

Outro ponto alto da noite mágica na Zona Oeste foi o megashow preparado pela Mocidade. Quem presenciou pôde viajar ao som dos mais belos sambas da historia da escola. Foram quase quatro horas de evento e somente obras da verde e branca na trilha sonora. Destaque também para a dedicação dos segmentos em fazer um desfile temático relativo a cada samba que era cantado.

Em 2015, estreia de Paulo Barros na agremiação, a Mocidade levará para a Marquês de Sapucaí o enredo “Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só lhe restasse um dia“.

Fechado para novos comentários.