Finais de samba
Like

Ouça os finalistas do Império da Tijuca

27 de setembro de 2013
137 Vizualizações
0 Comentários
6 minutes read
Ouça os finalistas do Império da Tijuca

Chegou o grande dia! O Império da Tijuca realiza, na noite desta sexta-feira (27), a sua final de samba-enredo – COM TRANSMISSÃO AO VIVO DA RÁDIO ARQUIBANCADA A PARTIR DAS 23H30.

Quatro parcerias estão na disputa. Conheça os sambas.

 

COMPOSITORES: ALÍPIO CARMO, GUILHERME SÁ, FERNANDO BARBOSA, MARCIO PORRETE, JOSÉ MÁRIO E JORGE TQ

INTÉRPRETE: LEONARDO BESSA


É NOITE DE LUA CHEIA
ECOA NA ALDEIA UM TOQUE DE PAZ
FIRMA O BATUK NA PALMA DA MÃO
CANTA A MEMÓRIA DOS ANCESTRAIS
EVOCA A SAGRADA NATUREZA
POVO AFRICANO EM CELEBRAÇÃO
A KIZOMBA VEM DE ANGOLA
NEGRO DANÇA O SOCOPÉ
NA BATIDA DOS TAMBORES
DA ILHA DE SÃO TOMÉ

BABAÇUÊ, BEBE A JUREMA NO COCO
EU QUERO VER VIBRAR O COURO NO CONGÁ
TAMBOR DE MINA, PAJELANÇA DE CABOCLO
VOU CORRER GIRA, VOU FAZER MUNDO GIRAR

MACULELÊ BATE NA MADEIRA, É GUERREIRO, ÔÔ
TEM CAPOEIRA AO SOM DOS ATABAQUES NO TERREIRO
CAIXEIRAS TOCAM PARA ANUNCIAR A FESTA DO DIVINO
A POMBA BRANCA VEM ABENÇOAR O REI MENINO
REPICA O GONGUÊ, CHEGOU MARACATU
NAÇÃO ZUMBI PRA “TE EMBALAR” NO OLODUM
VOLTEI PRO MEU LUGAR
E A SINFONIA O MESTRE VAI REGER
NAS BATUCADAS DE BAMBA
NO CARNAVAL JÁ PROVEI MEU VALOR
O PRIMEIRO IMPÉRIO DO SAMBA, EU SOU!

VEM PRA RODA MENINA REQUEBRAR NO CANJERÊ
SEGURA A SAIA QUE O BATUK É DE ARERÊ

 

AUTORES: FERNANDÃO, LECO DA ALERJ, SERGIO MANY, CARLINHOS, J.C COELHO E FABÃO

INTÉRPRETE: GILSINHO

 


QUANDO MEU SURDO ECOAR
A FESTA VAI COMEÇAR
“BATUK” PRO MEU ORIXÁ, TIJUCA
ÁFRICA MÃE DOS MEUS ANCESTRAIS
RESSOAM TAMBORES EM RITUAIS
UM TOQUE SAGRADO A ME CHAMAR PRA LUTA
LEMBRANÇAS PRA CURAR AS CICATRIZES
OS MOMENTOS FELIZES, HOJE VAMOS CELEBRAR

KIZOMBA FAZ A GIRA GIRAR

PUREZA NA ALMA, O NEGRO A CANTAR
O RITMO ENCANTA, SE ESPALHA NO AR

KIZOMBA FAZ A GIRA GIRAR

E NO TOQUE DO TAMBOR
FIRMO PONTO PRA XANGÔ, ALUJÁ!
TEM GINGA DE CAPOEIRA… MACULELÊ, BOI-BUMBÁ
DEIXA A BAIANA CAIXEIRA RODAR

DOBRE O RUM
PRA SAUDAR ESSE POVO GUERREIRO
PEÇO AXÉ PRETO VELHO SARAVÁ
MENINA QUE DESCE A LADEIRA
MARACUTU VEM DANÇAR
PEGA NA BARRA DA SAIA CRIOULA
ESSÊNCIA DA CULTURA POPULAR
NA FORÇA DA NAÇÃO A ESPERANÇA
A MÃO NO COURO PRO FUTURO TRANSFORMAR
JONGO, TUA SEMENTE FLORESCEU EM SAMBA
E LÁ NO MORRO FOI MORAR
FIRMA! O NOSSO “BATUK” NÃO PODE PARAR

DÁ LICENÇA QUE CHEGOU O IMPÉRIO DO SAMBA
BATUCADA, SINFONIA, ESCOLA DE BAMBA
SE VOCÊ QUER SAMBAR, OS “ALABÊS” VÃO TOCAR
IÁIÁ

 

AUTORES: SAMIR TRINDADE, SERGINHO AGUIAR, ELSON RAMIRES, FILIPE ARAÚJO, JOTA E ALEXANDRE MOREIRA

INTÉRPRETE: NÊGO

BATUK QUE FAZ O CHÃO TREMER
EMANA ENERGIA E VIBRAÇÃO
RAIZ AFRICANA NO XIRÊ
É CANTO, DANÇA E DEVOÇÃO
TOCA PRA SUBIR, POEIRA…
CHAMA PRA DESCER O POVO DE ARUANDA
NOITE DE LUAR CLAREIA
ENFEITA DE AXÉ, MEU SAMBA…
SAUDADE QUE O NEGRO CHOROU
A CURA DO CORPO NO SEU TAMBOR

RUFA O ALUJÁ PRA XANGÔ
OXOSSI NA FÉ, ECOA O AGUERÉ
FIRMA NA PALMA DA MÃO
BATE ADARRUM A OGUN
CHEGOU OXALÁ, DOBRE ORUN

“NEGO VÉIO” MANDINGUEIRO REZOU…
E PEDIU A SEU “SINHÔ LIBERDADE
DE CONGO UM NOBRE REI FEZ RELUZIR FELICIDADE

GIRA BAIANA “CRIOULA” DEIXA GIRAR
MARACATU, MARUJADA VEM BRINCAR

NOS GUETOS, SEMEANDO ESPERANÇA E PAZ
O SONHO, INOCÊNCIA QUE SE REFAZ
NO PEITO UM BATUQUE DE GENTE GUERREIRA
MOSTRANDO AO MUNDO SUA REALEZA
AO SOM DA BATUCADA BRASILEIRA
O MEU VERDE E BRANCO É COURO E MADEIRA

VAI RESSOAR O ATABAQUE DE UM BAMBA
AO RENASCER NESSE CONGÁ
O PRIMEIRO IMPÉRIO DO SAMBA

 

AUTORES: MARCIO ANDRÉ, VAGUINHO, RONO MAIA, ALEXANDRE ALEGRIA, KARINE SANTOS E TATÁ

INTÉRPRETE: WANDER PIRES

VAI TREMER O CHÃO VAI TREMER
É NÓ NA MADEIRA, SEGURA QUE EU QUERO VER
COISA DE PELE BATUK ANCESTRAL
LÁ VEM A SINFONIA IMPERIAL

BATEU MAIS FORTE O CORAÇÃO
TOCOU, SENTI A VIBRAÇÃO
DA ÁFRICA, RESSOOU
A BATUCADA QUE SE ESPALHA NESSE CHÃO
LUA CLAREIA NA ALDEIA, CELEBRAÇÃO
É DOM DE COMUNICAÇÃO
EM CADA CULTURA ENTOA RITUAIS
CURA EM DEVOÇÃO, MAGIA DOS SINAIS
É FESTA É KIZOMBA, NO TOQUE PRA ZUMBI
FIRMA O PONTO NA GIRA NÃO DEIXA CAIR

NA GINGA DO CORPO
NA BATIDA DO PÉ, AXÉ, AXÉ!
ELEVA A ALMA, O CANTO E A DANÇA
UNINDO AS RAÇAS NA FÉ E NA ESPERANÇA

ECOOU
O SOM DIVINO DO FOLCLORE POPULAR
BATAM PALMAS O CORTEJO VAI PASSAR
É O “FERVO” QUE DESCE A LADEIRA
O BATUQUE LEVANTA POEIRA… CAPOEIRA
DITA MODA, FAZ INCLUSÃO
RECRIA UMA NAÇÃO, FAZ ZOEIRA
BATUQUEIRO, ARRASTA MULTIDÕES
NOS BLOCOS E CORDÕES
DO JONGO AOS SALÕES
CONQUISTOU A NOBREZA, FEZ SUA REALEZA
O PRIMEIRO IMPÉRIO DA CORTE DO SAMBA
MEU IMPÉRIO CELEIRO DE BAMBAS

Fechado para novos comentários.