O Mundo do Samba
Like

Porto da Pedra doa alimentos arrecadados em feijoada

14 de julho de 2015
123 Vizualizações
0 Comentários
2 minutes read
Porto da Pedra doa alimentos arrecadados em feijoada

portodapedradoaalimentosO sucesso da Feijoada da Família Tigre, realizada no último sábado (11), rendeu quase uma tonelada de alimentos não perecíveis e fraldas geriátricas que foram doados ao Abrigo do Cristo Redentor, em São Gonçalo. A entrega aconteceu na tarde de segunda-feira (13) com a presença do presidente da Unidos do Porto da Pedra, Fabio Montibelo, parte da diretoria e integrantes da agremiação.

Fundado em 1939 em São Gonçalo, o Abrigo do Cristo Redentor é uma sociedade civil sem fins lucrativos que tem como objetivo principal assistência a pessoas idosas carentes, atualmente com capacidade para 200 idosos, dando-lhes moradia, 5 refeições diárias, assistência a saúde, atendimento médico, fisioterapia, psicologia, assistência social, terapia ocupacional, nutricionista, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e cuidadores.

Bastante satisfeito, o presidente fez um balanço positivo do resultado das doações: “Várias pessoas ajudaram e alcançamos o nosso objetivo”. O diretor de Harmonia da Porto da Pedra, Amaury de Oliveira, lembrou da preocupação da escola com o lado social, “A feijoada foi um sucesso! Quanto à parte social, sempre foi uma de nossas preocupações. Esta ação é a primeira de outras que faremos em parceria com as Lojas Maçônicas Evolução Gonçalense n* 50 e Evolução de Alcântara n* 163. Somos um município de mais de 1 milhão de habitantes e tanto a escola como a Maçonaria Gonçalense se preocupam a filantropia”, disse.

O presidente do Abrigo Cristo Redentor, Josias Ávila, agradeceu à ação solidária da vermelha e branca gonçalense: “ Eu queria agradecer ao pessoal da Porto da Pedra por essa ação que eles promoveram em prol do Abrigo e frisar que toda essa doação é importante pra gente porque acaba diminuindo a nossa despesa. A nossa despesa aqui é diária tanto com alimentação, tanto com fralda, com remédios. São 168 idosos, fora os funcionários. A despesa nossa aqui é muito grande. Mas graças a Deus, a comunidade, a sociedade de São Gonçalo tem nos abraçado.”

 

Fechado para novos comentários.